Destaque

Grandes bancos veem lucro subir 12,30% no 2º trimestre

Compartilhe :

Juntos, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil tiveram lucro de R$ 17,8 bi e superaram o gasto com calotes

Os grandes bancos de capital aberto no País conseguiram consolidar, no segundo trimestre, a tendência vista no período anterior, quando os resultados superaram o gasto com calotes pela primeira vez desde a crise. Estimulados por menores despesas nessa linha e pelo aumento das receitas com serviços, essas instituições entregaram lucros crescentes e um maior vigor no crédito, capitaneado, principalmente, pelas pessoas físicas.

Juntos, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil tiveram lucro líquido consolidado de R$ 17,808 bilhões de abril a junho, cifra 12,30% superior à vista um ano antes, de R$ 15,857 bilhões. Com ajustes e eventos extraordinários, o resultado combinado do quarteto foi 17% maior, de R$ 16,879 bilhões.

Em um trimestre marcado por um crescimento um pouco mais forte das carteiras de crédito, a despeito de eventos como a greve dos caminhoneiros e os jogos da Copa do Mundo, o motor para os resultados continuou sendo o menor gasto com inadimplência. As despesas com provisões para devedores duvidosos, as chamadas PDDs, encolheram 19,44% no segundo trimestre ante igual intervalo de 2017, para R$ 16,955 bilhões, puxadas, principalmente, por menores gastos por parte de BB e Bradesco. Tanto é que diante do desempenho, ambos decidiram revisar para baixo suas projeções para os gastos com calotes neste ano.

“Estou bastante satisfeito com a redução das provisões (para devedores duvidosos) e com o melhor índice de cobertura que mostra que estamos na trajetória correta e voltamos a ter a menor inadimplência do mercado”, disse o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, em coletiva de imprensa, nesta manhã.

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, afirmou que a continuidade da melhora da qualidade de crédito, acompanhada da redução de PDD expandido, deixou o banco confortável para rever seu guidance de PDD para baixo. O banco espera ficar no centro da nova projeção, de R$ 13 bilhões a R$ 16 bilhões.

Todos os quatro grandes bancos entregaram melhores índices de inadimplência no segundo trimestre, considerando atrasos acima de 90 dias. O destaque de queda foi o Bradesco, seguido por BB e Itaú.

Do lado do crédito, o maior crescimento veio por parte do Bradesco, que além de ter emplacado operações com grandes empresas, como Odebrecht e Suzano, no segundo trimestre, também teve impulso da valorização do dólar ante o real. No comparativo trimestral, considerando a carteira classificada, vieram na sequência Itaú e Santander.

Já o BB, que teve o menor crescimento no período, tem o desafio de cumprir o guidance no ano, de alta de 1% a 4%. Embora esteja alinhado aos seu pares na concessão de recursos às pessoas físicas, a carteira de pessoa jurídica demora mais a retomar. Joga contra o BB o fato de acumular operações de prazo mais longo e estar promovendo ao mesmo tempo uma mudança de mix que prioriza a rentabilidade. Nas operações de capital de giro, por exemplo, o banco tem ofertado empréstimos de prazos mais curtos, de no máximo 12 meses, enquanto que a concorrência tem atuado de forma mais elástica.

Apesar da queda da carteira de pessoa jurídica, o presidente do BB garantiu que espera crescimento “substancial” desse segmento na próxima metade do ano e reiterou o compromisso com o guidace de crédito, de alta de 1% a 4% neste ano. Sobre o impacto das eleições, Caffarelli minimizou qualquer reflexo. “De maneira alguma o período eleitoral abala o banco. Estamos acostumados com a troca de governo de quatro em quatro anos”, disse o executivo.

Com o primeiro crescimento em sua margem financeira bruta em seis trimestres

seguidos, o BB espera que a linha tenha maior participação no lucro do banco a partir de 2019. “Sabíamos que neste ano o maior direcionador do resultado seria os menores gastos com inadimplência somados ao crescimento de receita e controle de despesas administrativas”, acrescentou o vice-presidente do BB, Bernardo Rothe.

O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, afirmou que os spreads continuam com tendência de queda no País, mas que, a despeito disso, o banco segue confortável com o guidance para a margem com clientes – que reflete as operações de crédito sensíveis a spreads.

Em termos de rentabilidade, o Santander roubou novamente a cena ao entregar retorno sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) de 19,5%, ante 19,1% obtido de janeiro a março. Segundo os analistas do BB Investimentos Kamila Oliveira e Carlos Daltozo, a rentabilidade do banco deve superar a marca histórica dos 20% nos próximos trimestres. Apesar de admitir que há espaço para continuar melhorando o indicador, o presidente do Santander, Sérgio Rial, não quis detalhar a expectativa do grupo para o retorno.

Enquanto isso, o BB segue debruçado em equiparar sua rentabilidade ao dos pares privados. No segundo trimestre, o banco melhorou seu indicador, que foi a 13,80% ao final de junho, ante 13,20% em março. O Itaú seguiu na liderança em rentabilidade. O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio anualizado do banco foi a 21,6% no segundo trimestre, contra 22,2% nos três meses anteriores. Já a rentabilidade do Bradesco teve queda de 0,2 ponto porcentual, para 18,4%, na mesma base de comparação.

Fonte:

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

09 Agosto 2018 | 17h39


Compartilhe :

Notícias Relacionadas

Destaque

26 de novembro de 2018

INSTITUTO DE PROTESTO DO RIO DE JANEIRO RECEBE PRÊMIO NO 44º FONAJE

No último dia 23, o Instituto de Protesto do Rio de Janeiro teve a grata…

Leia Mais →
Destaque

14 de novembro de 2018

INSTITUTO DE PROTESTO ELEGE DIRETORIA PARA UM MANDATO DE 3 ANOS

Na tarde do dia 13 de novembro reuniram-se na sede do Instituto de Protesto os…

Leia Mais →
Destaque

13 de novembro de 2018

Ministro do STF Alexandre de Moraes destaca papel dos cartórios na eficiência da Justiça

O fortalecimento do ramo judiciário foi o tema central da palestra proferida pelo Ministro do…

Leia Mais →
Destaque

07 de novembro de 2018

Fisco publica norma sobre dívida ativa

A Receita Federal terá 90 dias para encaminhar à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) pedidos…

Leia Mais →
Destaque

31 de outubro de 2018

DUPLICATA ELETRÔNICA: CÁRMEN LÚCIA SUSPENDE ENVIO DE PROJETO DE LEI À SANÇÃO PRESIDENCIAL

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu liminarmente, nesta segunda-feira (29/10), o envio…

Leia Mais →
Destaque

29 de outubro de 2018

NECESSIDADE DE TABELIÃO É VERDADE INCONVENIENTE, DIZ ROBERTO LIVIANU

Dentre as inúmeras verdades inconvenientes que vieram à tona quando o caldeirão foi destampado pela…

Leia Mais →
Destaque

22 de outubro de 2018

Atual cenário e desafios do Protesto é debatido no 72º Encontro de Tabeliães do RS

Canela (RS) – Para encerrar as atividades acadêmicas desta sexta-feira (19.10) do 72º Encontro Estadual…

Leia Mais →
Destaque

08 de outubro de 2018

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÕES DO IEPTB RJ

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÕES DO IEPTB RJ O Presidente do IEPTB RJ, Celso Jorge…

Leia Mais →
Destaque

27 de setembro de 2018

Especialista mostra a importância de indicadores na administração de cartórios extrajudiciais

Apesar do vasto conhecimento em Direito, cerca de 60% a 80% dos trabalhos desenvolvidos por…

Leia Mais →
Destaque

14 de setembro de 2018

Caixa reduz juros da casa própria pelo SFI

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta sexta-feira (14) nova redução das taxas de juros do…

Leia Mais →
Destaque

13 de setembro de 2018

MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA FAZ BALANÇO DO TRABALHO NA CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA

Durante o período em que esteve à frente da Corregedoria Nacional de Justiça, de agosto…

Leia Mais →
Destaque

10 de setembro de 2018

Acabar com cartórios causaria insegurança e ineficiência nos serviços públicos

De norte a sul, mais de 28 mil candidatos registrados pelo Tribunal Superior Eleitoral inundam…

Leia Mais →
Destaque

06 de setembro de 2018

Presidente da Febraban diz que bancos ajudarão a recuperar Museu Nacional

Murilo Portugal deu informação após participar de reunião com Temer no Planalto. Incêndio no último…

Leia Mais →
Destaque

30 de agosto de 2018

Rio de Janeiro é o estado com maior acesso à Justiça no país

O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) é o que apresenta estruturas físicas mais acessíveis…

Leia Mais →
Destaque

27 de agosto de 2018

3º SIMPÓSIO DE DIREITO NOTARIAL E REGISTRAL

No último dia 25, ocorreu no auditório do Hotel Golden Tulip (Vitória/ES) o 3º SIMPÓSIO…

Leia Mais →
Destaque

15 de agosto de 2018

16 CONVERGÊNCIA – PERNAMBUCO

Trata-se de um grande Encontro Nacional de Tabeliães de Protestos de Títulos e Documentos de…

Leia Mais →
Destaque

14 de agosto de 2018

Cartórios: a segurança que você não vê e que beneficia a todos

Após um dia cansativo de trabalho você chega em sua casa. Ao se deparar com…

Leia Mais →
Destaque

26 de Março de 2018

Eficiência extrajudicial novamente conclamada.

Por José Roberto Nalini Quando afirmo que a estratégia utilizada pelo constituinte de 1988 para…

Leia Mais →
Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa
newslatter

Cadastre-se e receba novidades sobre o IEPTB-RJ em primeira mão.